Quem possui uma tatuagem deve saber que os cuidados com ela são permanentes. Não basta penas conhecer sobre tatuagens, estilos, cores, significados. É importante saber como cuidar do desenho, ao longo prazo, uma vez que ele fará parte de sua vida, em princípio, eternamente.

 

Embora os cuidados sejam relativamente simples, eles devem ser realizados para minimizar os impactos sobre o próprio corpo e na saúde de quem fez a tatuagem. É fundamental que ao fazer o desenho, a pessoa saiba exatamente o local onde ele será feito, o tamanho para dar segmento aos cuidados que duram, inicialmente, cerca de um mês até a cicatrização total. Depois desse período, os cuidados são para a vida toda.

 

A utilização de uma película aderente (plástico filme) e a hidratação com uma pomada específica (em geral D-pantol) são os cuidados básicos que qualquer tatuador irá indicar depois de concluir o seu trabalho. Mas existem ainda outros que não podem deixar de serem realizados, como o mínimo de exposição ao sol no local tatuado, bem como o contato com praia e piscina.

 

Desses dois locais indicados, o que pode representar mais perigo para que acabou de se tatuar é a piscina. Embora ela costume ser vista como um local seguro e que não afeta a tatuagem, há riscos iminentes que são causados em especial por conta da água. Como há uma presença muito grande de cloro na água, bem como de bactérias, o risco de contrair uma infecção existe em potencial. Sem contar que o próprio cloro pode causar um desbotamento das cores da tatuagem, já que ela ainda está em processo de cicatrização.

 

Nenhum recém-tatuado, portanto, deve entrar em piscina. Por mais que ele creia que não haverá contato com a água, se, por exemplo, o local tatuado for a nuca, pescoço ou qualquer outra parte superior do corpo.

 

E não é somente esta a recomendação dos tatuadores. É importante redobrar os cuidados com a hidratação do corpo – beber muita água -, além de manter hidratado o local onde há a tatuagem. Uso do protetor solar com nível de proteção elevado também é obrigatório. Isto dará uma segurança para que depois do período de quarentena, a tatuagem possa finalmente ser exibida – linda, exuberante e saudável.

 


Os próprios dermatologistas que se especializaram em processos de dermopigmentação recomendam aos tatuados novos e antigos – se quer uma tatuagem bonita e que não necessite de retoques rápidos, fuja do sol.

Dicas de Tatuagens:

Tags: , , , , , ,